Colágeno, será que cola?

Por: Priscila Scariot – Nutricionista
826A nutricionista Priscila Scariot explica como o colágeno age no organismo. Mesmo COM muitas opções do produto no mercado, não existe milagre, a alimentação balanceada continua sendo a melhor solução para uma pele saudável

Ele é o queridinho da mulherada. Sua fama tem evoluído ao longo das últimas quatro décadas, começando com injeções, depois cremes e loções, e virou uma febre em pílulas, bebidas e alimentos na última década. Entretanto, infelizmente tudo isso tem muito pouco, ou nenhuma consistência científica. A própria Sociedade Brasileira de Dermatologia não reconhece que cientificamente a ingestão isolada de colágeno funcione, e nem os cosméticos, não porque ele não tenha valor, mas porque a maioria dos produtos não podem replicar a mesma função do colágeno produzido pelo organismo.

O colágeneo é a principal proteína estrutural encontrada nos tecidos conjuntivos de animais e está presente em locais tais como a pele, cartilagens, ligamentos, tendões e ossos. Ele atribui qualidades de elasticidade e força à pele, tornando-se essencial para manter o corpo saudável e a pele jovem. Existem 29 tipos diferentes de colágeno e ele representa cerca de 20 a 30 % das proteínas do corpo.  A síntese do colágeno na pele é realizada pelos fibroblastos (células) a partir dos aminoácidos lisina, prolina e glicina. No entanto, além da proteínas são necessários outros nutrientes, como a vitamina C, cobre, zinco, manganês e silício, que atuam como cofatores na formação do colágeno.

Alimentos nutritivos
Portanto se na sua dieta estiver faltando frutas, verduras e legumes, com certeza haverá comprometimento na produção de colágeno. Sendo assim, comer aquele peixe com limão, é uma excelente forma de entregar todo substrato que seu corpo necessita para a formação de colágeno. Para facilitar a compreensão do processo de absorção do colágeno, vamos abordar um pouco de fisiologia do trato digestório. Quando ingerimos um alimento, ele inicia seu processo digestivo já na boca, através de enzimas, posteriormente este alimento desce em direção ao esôfago estômago e intestino. No estômago é que ocorre uma das fases primordiais deste mecanismo, pois os ácidos farão com que o alimento se torne absorvível.

O colágeno é uma proteína e toda proteína é formada, estruturalmente, por uma seqüência de aminoácidos. Da mesma forma que toda feijoada é formada por feijão e complementos, ou seja, não há proteínas sem aminoácidos e não há feijoada sem feijão. Entretanto, todo processo digestório trabalha no sentido de digerir, quebrar os alimentos em estruturas que possam ser absorvidas e, no caso das proteínas, ela precisa ser quebrada em aminoácidos, pois são estas estruturas que são reconhecidas e absorvidas pela parte do intestino responsável por esta seleção.

A indústria alimentícia “dos sonhos”
Você provavelmente já ouviu pessoas dizendo isso durante um bate papo: “Coma mais gelatina, pés de porco e pés de galinha, barbatanas de alguns peixes, pois são ricos em colágeno e vai fazer sua pele ficar melhor e mais jovem”. O problema é realmente gostar de comer estas “coisas”, não é mesmo? Aí entra a indústria alimentícia “dos sonhos”, que cria uma série de sucos, alimentos e suplementos oferecendo concentrações importantes do Colágeno de maneira simples, mágica, prática. Mas antes de começar a esbanjar dinheiro em suplementos de colágeno caros ou, pior, colocar sua saúde em risco com uma maior ingestão de elementos químicos de todos os tipos contidos nestes suplementos, é importante compreender o que está por trás desta questão e saber se vale ou não a pena adquirir, o custo benefício.

Portanto, é preciso ter uma alimentação equilibrada, caso contrário, não haverá matéria-prima para a produção de colágeno, pois ingerir colágeno não se traduz em mais colágeno na pele, já que ele depois de convertido em aminoácido poderá ser utilizado para criar diversos tipos de proteínas humanas, inclusive músculos se assim for a necessidade e estímulo de seu próprio corpo, ou seja, o que vale é o estímulo de seu corpo, e não o que você deseja e imagina que acontecerá.

http://diariodamanha.com/cadernos/ver/826/Colágeno+será+que+cola

Compartilhe com seus amigos!

Apoiadores